Saúde e Mudança Climática – René Mendes

Saúde e Mudança Climática

opasclimas

O aumento da temperatura e do nível do mar, mudanças na distribuição das precipitações e fenômenos extremos estão entre os efeitos das mudanças climáticas nesse século XXI. Tudo isso pode trazer uma diversidade de riscos também para a saúde, que incluem desde os efeitos diretos das ondas de calor, inundações, tormentas, até condições mais favoráveis para a transmissão de doenças infecciosas.

No entanto, boa parte do possível impacto das mudanças climáticas na saúde pode ser evitada com a combinação do fortalecimento das funções chave do sistema de saúde e uma melhor gestão dos riscos. O primeiro passo fundamental desse processo consiste em avaliar a vulnerabilidade e a adaptação. Isso permitirá aos países determinar quais são as populações mais vulneráveis aos diversos tipos de efeitos sobre a saúde, identificar os pontos fracos dos sistemas que devem protegê-las e especificar intervenções para responder.

Em 2009, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e a Organização Mundial de Saúde (OMS) prepararam guias preliminares para esse processo, e no ano seguinte representantes dos ministérios de Saúde de 16 países e especialistas de diferentes áreas da saúde se reuniram na Costa Rica para compartilhar e proporcionar sugestões para melhorar os guias sobre avaliação da vulnerabilidade.

O resultado pode ser conhecido por meio da publicação “Proteger a saúde frente à mudança climática: avaliação de vulnerabilidade e adaptação”, disponibilizado pela OPAS em seu site.

Para conhecer o trabalho, que apresenta ferramentas técnicas para descrever um processo flexível de avaliação da vulnerabilidade e adaptação às mudanças climáticas e está disponível em português, clique aqui.

 

 

Tags:, , ,